TEMOS 24 MENTORES PARA TE AJUDAR NO JORNALISMO. DE QUEM VOCÊ PRECISA?

saiba quem são e quais as especialidades dos mentores

A estudante ansiosa

Você não sabe bem o que será da sua vida depois de formada ou, mesmo agora, está se coçando para praticar o jornalismo e colocar a mão na massa para produzir reportagens como freela.

O formado assustado

Você tem seu diploma. Mas e agora? O que aprendeu na faculdade não foi suficiente para te preparar pro mundo real. Como sobreviver do jornalismo, mesmo de maneira independente?

O profissional experiente

Você já experimentou os sabores e dissabores da profissão. Acumulou experiência, em diferentes funções, mas sente que para seguir em frente numa indústria em crise é preciso se renovar.

Ilustrações: Luiz Fernando Nascimento Menezes

A não-jornalista curiosa

Você não é jornalista, mas adoraria ser. Ou, ao menos, gostaria de aprender a escrever como um ou desenvolver técnicas clássicas de um repórter para aplicar em seus projetos pessoais.

Com pacotes a partir de R$ 29, o BRIO tem como missão apoiar o desenvolvimento da sua carreira para que jornalistas como você sejam capazes de produzir conteúdo jornalístico original, e com retorno financeiro.

Nossa principal atração é a Mentoria BRIO, em que reunimos dezenas de profissionais de alto nível em diferentes áreas do jornalismo para que eles acompanhem você individualmente, ao longo de seis meses. Você pode conferir quem são os mentores atualmente disponíveis e outros detalhes sobre a mentoria aqui.

Esse acompanhamento acontece da seguinte maneira: analisamos em detalhe o seu perfil profissional (essa avaliação é entregue a você, claro) e indicamos uma série de metas e estratégias práticas para que você alcance o seu objetivo dentro do jornalismo. Automaticamente, seu perfil é incluído na nossa base exclusiva de talentos, para indicações a eventuais vagas freelas e fixas.

Além disso, ajudamos você a trabalhar suas pautas de maneira eficiente, facilitamos a expansão de contatos profissionais através de um networking qualificado e permitimos que você, mesmo sem experiência prévia, possa ter vivências reais de produção jornalística em equipe - tudo isso com o auxílio do nosso exclusivo curso "The Independent - como virar uma máquina de pautas e publicar todas elas".

VEJA MAIS DETALHES
  • Breno é o cofundador do BRIO e criador do programa de desenvolvimento jornalístico. É apaixonado por inovação, planejamento, design thinking e suas aplicações no jornalismo. Trabalhou por seis anos na Folha de S.Paulo, cobrindo política, administração pública e fazendo investigação. Vive em Florianópolis e quer que o jornalismo seja percebido como arte. Fale com ele no [email protected]
  • Natália é especialista em gestão de pessoas, trabalhou em grandes veículos do Sul do país, como editora e produtora de conteúdo multimídia. Gaúcha radicada em Florianópolis, gosta de gente e acredita que o jornalismo e a conexão entre as pessoas podem mudar o mundo. Quer que todos os jornalistas estejam onde querem estar, fazendo o que sonham fazer. Atende no [email protected]
  • Ednilson é jornalista há 20 anos. Acredita que o jornalismo é transpiração e adepto da máxima de Cláudio Abramo: “O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter”. Entende que a inteligência, inovação e empreendedorismo são as características da nova concepção do profissional. Fale com ele no [email protected]
  • Guilherme é chefe de criação do BRIO e estuda jornalismo na USP. Nintendista roxo e entusiasmado por natureza, é fisgado facilmente por qualquer conversa sobre jornalismo. Foi trainee e redator de política na Folha de S.Paulo e atualmente trabalha na Editora Globo. Um de seus sonhos é ver multiplicadas as iniciativas jornalísticas independentes no Brasil. Fale com ele no [email protected]
  • Adora investigar, analisar dados, faz isso feliz da vida. Gosta de gente e de escutar o que as pessoas têm a dizer. Tem trabalhos publicados no Globo, Agência Pública, UOL, Valor Econômico, Agência Lupa e BBC Brasil, além de cinco anos na redação do Diário do Nordeste. Mora em Fortaleza e tem fé que vai continuar a viver de jornalismo, pois ele é maior que tudo. Ela está no [email protected]
  • Lara ama conhecer novas histórias e poder contá-las. É gaúcha e morou cinco anos no Rio de Janeiro, onde trabalhou no jornal Extra e com marketing digital. Atualmente, cursa um mestrado em Estudos Culturais, em Bordeaux, na França. Sua utopia é que o jornalismo seja capaz de transformar - para o bem - o mundo. Fale com ela no [email protected]
  • Ricardo é entusiasta de um jornalismo inovador e que explora todas as possibilidades narrativas. Dedicou parte da carreira a treinar e capacitar jornalistas. Paulista de origem, hoje vive em Uberlândia (MG). Não só tem fé no jornalismo como acredita que ainda há um caminho imenso a ser explorado. Fale com ele no [email protected]
  • Kleyson é fã de cultura jovem, arte, tecnologia e viciado em internet, risadas e rss. Trabalhou nos sites da Superinteressante, Mundo Estranho, G1, MdeMulher e Guia do Estudante e foi editor-chefe da Playboy. É autor do livro “Os 198 maiores memes brasileiros que você respeita”. Sonha com um mundo onde 350 caracteres voltem a ser lead e não texto completo. Fale com ele no [email protected]

Talvez você não saiba, mas antes de ser um serviço de apoio para jornalistas produzirem conteúdos originais e com retorno financeiro, o BRIO era um site especializado na produção direta de grandes reportagens. Lançado em maio de 2015, em pouquíssimo tempo ganhou admiração no meio jornalístico e no público em geral, coordenando repórteres não apenas no Brasil, mas também em países como Estados Unidos, México, Holanda e Índia. Duas de nossas reportagens acabaram se transformando em livros publicados por duas das maiores editoras do Brasil, e outras estão sendo adaptadas como série de TV e documentário. Em poucos meses de existência, ganhamos prêmios dentro e fora do Brasil.

Na nossa atual fase, o BRIO vem colaborando com o desenvolvimento de carreira de dezenas de profissionais, desde os mais jovens aos mais experientes, com a produção de reportagens (BRIO Lab) e projetos na área audiovisual (BRIO Room). Já fizemos parceria com o site The Intercept Brasil para a produção de reportagens investigativas exclusivas e já ajudamos diretamente repórteres a conseguirem publicar matérias em diversos veículos, como a BBC Brasil, Agência Pública, Aos Fatos...

No segundo semestre de 2017, iniciamos uma parceria com a maior distribuidora brasileira de documentários, a ELO Company. Por esse acordo, o BRIO irá desenvolver trabalhos de pesquisa e desenvolvimento de projetos na área de não-ficção, como documentários, séries documentais e ficções baseadas em fatos reais.

Não à toa, entre os participantes do nosso programa de desenvolvimento jornalístico também estão repórteres e editores dos principais veículos do país, profissionais vencedores de Prêmio Esso, e jovens talentos que, com menos de 25 anos, já começam a se destacar na carreira. Um ano após o lançamento do serviço de desenvolvimento jornalístico do BRIO, nossos inscritos estão, neste momento, espalhados por mais de 65 cidades do Brasil.

Tudo isso está sendo feito com o espírito independente, inovador e criativo que vai moldando as novas iniciativas de jornalismo do país. O BRIO faz parte desse ecossistema (inclusive fomos um dos organizadores do Festival 3i, realizado em novembro de 2017) e queremos que você faça parte desse universo em que o jornalismo é produzido como arte.

EXPLORE MAIS O BRIO

Termos de Uso | Política de Privacidade